BEAT HOTEL

 
 



Jack Kerouac, Lawrence Ferlinghetti, Allen Ginsberg, Gregory Corso e William S. Burroughs são os expoentes de uma geração de escritores norte-americanos que ficou conhecida como Beat Generation. Continuadores das grandes tradições poéticas, de Walt Whitman, Shelley, Ezra Pound ou William Blake, estes foram os grandes bardos do séc. XX, os arautos de profundas transformações nas sociedades e nas pessoas.


No fim dos anos 50, Gingsberg, Corso e Burroughs conviveram durante um breve período num modestíssimo hotel em Paris, que ficou conhecido pelo nome de Beat Hotel, designação escolhida para título do espectáculo.


Os Beat escreveram uma poesia com o sentido da urgência de interpelação da vida e dos acontecimentos. Numa época conturbada como a que vivemos hoje, em que os artistas tardam em conseguir interpelar de forma viva e crítica o seu tempo, estes autores mantém intacto o estimulante poder de nos despertar para outras possibilidades interpretativas e desafiadoras do real.


Ao seleccionar e traduzir estes poemas — com destaque para Uivo e Bomba —, não era o som do bebop do final dos anos 40 que eu ouvia, mas o som das décadas seguintes, nas suas variantes que, de modos distintos, marcaram a minha juventude: o R&B de um Jimi Hendrix, o rock puro de uns Led Zeppelin, a tapeçaria elegíaca de uns Doors ou o sinfónico épico de uns Pink Floyd. Mas não quis olhar para estes passados múltiplos através de um óculo fiel: preferi o caleidoscópio. Procurei assim criar a estrutura musical deste Beat Hotel recorrendo à memória fragmentária desses sons, entretecidos por um registo de balada e retemperados por alguma acentuação pop, com a preocupação de não submergir os poemas em música, mas deixando espaço para a música fazer o seu trabalho.



André Gago

Junho de 2012

a poesia da beat generation em concerto

VIDEO


https://www.facebook.com/photo.php?v=426850690701154&set=vb.411249935594563&type=2&theater




Concepção e Direcção:

André Gago


Autores:

Allen Gingsberg, Gregory Corso, Jack Kerouac, Lawrence Ferlinghetti e

William S. Burroughs


Traduções:

André Gago


Música Original:

André Gago


Produção Musical: Tiago Inuit


Arranjos:

Beat Hotel Band


Estúdio: Quinta Pata


com André Gago e a Beat Hotel Band


Bateria:

André Sousa Machado


Saxofone:

Edgar Caramelo


Guitarra e Baixo:

Tiago Inuit


Teclas:

Fausto Ferreira


Vídeo: Pedro Blanc


Duração: 80 min.

Classificação: M/12


Estreia absoluta: Festival Silêncio 2012, Musicbox, 28 de Junho, 23h30


fotos: Nelson Ching, Diana Laires